Trabalhando com Jovens: Part1

10/10/2009 at 13:29 Deixe um comentário

bus_teenVejo que não é apenas no Brasil que os jovens estão inseridos no ministério de crianças. Em outros paise sisto parec ocorrer tambem. E quando o assunto se trata de jovens , muitos já ligam com problemas. Mas não precisa ser assim. O trabalho dos jovens no ministério pode ter grande impacto tanto no seu crescimento espiritual como no próprio ministério. No ministério de nossa igreja, não vejo grandes barreiras para que jovens sirvam no ministério. Mas esta oportunidade traz consigo desafios que lideres de ministério devem estar atentos. Vou começar esta serie que chamarei “Trabalhar com Jovens” onde apresentarei trechos de artigos produzidos por Larry Shallenberger, preletor durante um Wrap Up realizada na Conspire 09.  Veja se você tem algum desses medos e depois veja como transforma-los em oportunidade.

“Durante uma oficina na conferencia Conspire na Willow Creek eu abri uma atividade “dúvida”  para diretores de ministério de crianças em que eles deveriam falar dos medos que temos quando se trata do envolvimento de adolescentes no ministério de crianças. Eu cobrei de cada grupo uma “tempestade de perguntas” de como eles poderiam tornar o medo em uma oportunidade para desenvolver o adolescente. Veja o que apareceu…

Medo1: Adolescentes são desfocados e não são confiáveis
Meu filho adolescente é um percursionista. No final do ano letivo, ele se ofereceu para participar em quase todos os coros e consertos de instrumentos que sua grande escola secundaria ofereceu. O Único problema era que ele esqueceu de escrever essas datas nos dizer destas datas. Em três diferentes ocasiões, eu cheguei em casa e soube que Alex tinha um concerto em apenas uma hora. O planejamento  e desenvolvimento cerebral dos adolescentes parece estar em contradição, pelo menos é o que parece.

Algumas sugestões para ajudar jovens como o meu filho a melhorar sua confiabilidade:

  • Incutir um sentimento de valor no adolescente. A importância da sua contribuição, e ele sairá perdendo caso não apareça.
  • Comunicar uma visão forte do ministério. Isso aumenta a sua vontade de seguir em frente.
  • Fornecer horários escritos, de dois em dois meses. Enviar lembretes postais, mensagens de texto ou e-mails durante a semana de seu serviço.
  • Envolver os pais. Considere convidar os pais para a formação e orientação e para se certificar de que tem uma agenda em mãos.
  • Locar os adolescentes no ministério em áreas que atendam os seus dons. Quando um adolescente esta servindo em seu “forte” são mais propensos a prestar atenção ao calendário.”

Próxima semana: Medo 2: Adolescentes tem maturidade espiritual limitada.

Anúncios

Entry filed under: Liderança, Ministério de Crianças, Voluntáriado. Tags: , , , , , , .

4 Princípios Fundamentais para Líderes dos Ministérios da Crianças Quem é… o treinador?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Click em follow this blog e receba notificações e novidades diretamente no seu e-mail.

Junte-se a 89 outros seguidores

Categorias

outubro 2009
S T Q Q S S D
« set   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

%d blogueiros gostam disto: